A Farra chamada aeroclube

Com informações do: www.igorhenriquecosta.com.br

O aeroclube está localizado em uma região extremamente nobre da cidade, em uma área de 37 mil metros quadrados que de acordo com várias decisões judiciais, pertence ao sofrido Rio Grande do Norte. O que é incompreensível e inaceitável é que o Estado em uma situação de colapso financeiro permita que um pequeniníssimo grupo privado se aproprie de valioso bem público e o utilize em seu favor apenas, retirando-lhes lucros às custas do Estado e de sua população. A maior discrepância é no “Aero Tênis”, onde uma “panelinha” se comporta coma dona do clube e dificulta a entrada de novos “sócios”. Tudo isso, pasmem, em uma área pública, pertencente ao Estado. O “pobre” Rio Grande do Norte em uma situação de penúria, com os seus servidores amargando meses de salários atrasados, vemos um pequeno e privilegiado grupo utilizando um dos maios valiosos patrimônios do Estado em seu favor. E o pior de tudo isso: o Governo mesmo com sucessivas decisões judiciais, não faz absolutamente nada para destinar uma verdadeira função social para aquela área.